Siga este Blogue e indique aos seus amigos, eles lhe agradecerão...

domingo, 13 de setembro de 2009

A PRECE


CONCEITOS
“Há quem conteste a eficácia da prece, com fundamento no princípio de que, conhecendo Deus as nossas necessidades, inútil se torna expô-las.”
Este argumento não oferece muita lógica porque, independentemente de Deus conhecer as nossas necessidades, a prece proporciona, a quem ora, um bem-estar incalculável já que aproxima a criatura do seu Criador.
“A prece é o orvalho divino que aplaca o calor excessivo das paixões. Filha primogénita da fé, ela nos encaminha para a senda que conduz a Deus.”
Não existe qualquer fórmula especifica para orar.
"O Espiritismo reconhece como boas as preces de todos os cultos, quando ditas de coração e não de lábios somente.
A qualidade principal da prece é ser clara, simples e concisa ".
A prece “Pode ter por objectivo um pedido, um agradecimento, ou uma glorificação. As preces feitas a Deus escutam-nas os Espíritos incumbidos da execução das suas vontades.”

QUADRO I - OBJETIVOS DA PRECE
Pedir
Louvar
Agradecer


“Pela prece, obtém o homem o concurso dos bons Espíritos que acorrem a sustentá-lo nas suas boas resoluções e a inspirar-lhe ideias sãs. Ele adquire, dessa forma, a força moral necessária para vencer as dificuldades e a volver ao caminho recto, se deste se afastou. Por esse meio, pode também desviar de si os males que atrairia pelas suas próprias faltas.”
Quando Jesus nos disse: “tudo o que pedirdes com fé, em oração, vós o recebereis” [Mateus-21:22] revelou-nos que o acto de orar é algo muito profundo do que se pode observar à primeira vista. Desta máxima: “concedido vos será o que quer que pedirdes pela prece”, fora ilógico deduzir que basta pedir para obter e fora injusto acusar a Providência se não acede a toda súplica que se lhe faça, uma vez que ela sabe, melhor do que nós, o que é para o nosso bem. É como procede um pai criterioso que recusa ao filho o que seja contrário aos seus interesses.”
EFICÁCIA DA PRECE
Devemos cultivar o hábito de orar, porque a prece, inegavelmente, tem a sua eficácia.
"O santuário doméstico que encontre criaturas amantes da oração e dos sentimentos elevados, converte-se em campo sublime das mais belas florações e colheitas espirituais "
“A prece não é um movimento mecânico dos lábios, nem disco de fácil repetição no aparelho da mente. É vibração, energia, poder. A criatura que ora, mobilizando as suas próprias forças, realiza trabalhos de inexprimível significação. Semelhante estado psíquico descortina forças ignoradas, revela a nossa origem divina e coloca-nos em contato com as fontes superiores”
“Os raios divinos, expedidos pela oração santificadora, convertem-se em factores adiantados de cooperação eficiente e definitiva na cura do corpo, na renovação da alma e iluminação da consciência.
Toda a prece elevada é um manancial de magnetismo criador e vivificante e toda a criatura que cultiva a oração, com o devido equilíbrio do sentimento, transforma-se, gradativamente, em foco irradiante de energias da Divindade”
Compreende-se também que, além da importância do cultivo da oração, devemos aprender a orar e a entender as respostas do Alto às nossas súplicas.
“Exporemos em prece ao Senhor os nossos obstáculos, pedindo as providências que se nos façam necessárias à paz e à execução dos encargos que a vida nos delegou; entretanto, suplicaremos também a Ele nos ilumine o entendimento, para que lhe saibamos receber dignamente as decisões.”
“Entre o pedido terrestre e o Suprimento Divino, é imperioso funcione a alavanca da vontade humana, com decisão e firmeza, para que se efective o auxílio solicitado”
“Confiemos em Deus e supliquemos o amparo de Deus, mas, se quisermos receber a Benção Divina, procuremos esvaziar o coração de tudo aquilo que discorde das nossas petições, a fim de oferecer à Benção Divina clima de aceitação, base e lugar.”
“Em verdade, todos nós podemos endereçar a Deus, em qualquer parte e em qualquer tempo, as mais variadas preces; no entanto, nós todos precisamos de cultivar paciência e humildade, para esperar e compreender as respostas de Deus.”

QUADRO II - CARACTERÍSTICAS DA PRECE
É clara, simples, espontânea e breve;
Está acompanhada de sentimento de humildade e sinceridade;
Dispensa aparatos exteriores;
Independe do local, hora, atitude física e gestos.

B
1) O Livro dos Espíritos - Allan Kardec
2) O Evangelho Segundo o Espiritismo - Allan Kardec
3) Apostilha IDE-JF – Instituto de Difusão Espírita de Juiz de Fora-MG

Sem comentários:

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...
"Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro mandamento; Instruí-vos, eis o segundo."

Vale a pena

Loading...

Se o amor se vai

Loading...