Siga este Blogue e indique aos seus amigos, eles lhe agradecerão...

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

PRECE DO ENTENDIMENTO

Agradeço as bênçãos que me deste, sem que eu soubesse compreendê-las.

Roguei-te paz e me enviaste as tribulações que me tumultuaram o recanto de ação, compelindo-me a lutar, por dentro de mim, para asserenar aqueles que me cercam e somente após reconhecê-los tranqüilos é que notei a paz de todos eles, habitando-me o coração.

Supliquei-te defesa e determinaste que forças contrárias ao meu reconforto me atingissem o espírito e o ambiente em que me encontro, obrigando-me a longo esforço para criar refúgio e apoio para quantos me confiaste ao amor e, apenas depois de observá-los felizes, é que reconheci comigo a alegria de todos eles em forma de segurança.

Obrigado, Senhor, porque não me doaste aquilo de que eu precisava, segundo as minhas requisições e sim de acordo com as minhas necessidades.

E agradeço, ainda, porque me mostraste, sem palavras, a significação do ensino que transmitiste ao teu apostolo da humildade:

- “É dando que se recebe”.





pelo Espírito Meimei - Do livro: Deus Aguarda, Médium: Francisco Cândido Xavier.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

O Remédio

É possível haja você caído em profundo desânimo, por estar sofrendo:


- A falta de alguém;

- A incompreensão de amigos;

- O frio da solidão;

- O conflito de ideias;

- Acusações indébitas;

- Desajustes no trabalho;

- Dívidas agravadas;

- Prejuízo em negócios;

- Doenças no próprio corpo;

- Moléstias em família;

- Complexos de culpa;

- Reprovações e críticas;

- Sensações de abandono;

- Lutas e desafetos;

- Deserções de entes caros;

- Obsessões ocultas...


Seja qual for, porém, a sua prova em si, erga a própria cabeça, ponha os olhos no Alto e retome a tarefa em que deva servir, confiando-se a Deus, porque Deus proverá e em Deus qualquer problema achará solução.



André Luiz
Mensagem “Remédio de Base”
(Do livro “Busca e Acharás” - Chico Xavier)

Ajuda-te Hoje

Sim, nas leis da reencarnação, quase todos nós, os filhos da Terra, temos o passado a resgatar, o presente a viver e o futuro a construir.

Lembremo-nos, assim, de que, nas concessões da Providência Divina, o nosso mais precioso lugar de trabalho chama-se “AQUI” e o nosso melhor tempo chama-se “AGORA”.

Detenhamo-nos, por isso, na importância das horas de HOJE.

Ontem, perturbação - Hoje, reequilíbrio;

Ontem, a incompreensão - Hoje, o entendimento;

Ontem, o desperdício - Hoje, a parcimônia;

Ontem, a ociosidade - Hoje, a diligência;

Ontem, a sombra - Hoje, a luz;

Ontem, o arrependimento - Hoje, a reconstrução;

Ontem, a violência - Hoje, a harmonia;

Ontem, o ódio - Hoje, o Amor.

Diz-nos a sabedoria de todos os tempos - “ajuda-te que o céu te ajudará” - afirmativa sublime que nos permitimos parafrasear, acentuando:

“Ajuda-te hoje, que o céu te ajudará sempre”.

André Luiz
Livro: 'Coragem' - Francisco Cândido Xavier

Novo Despertar - Mensagem de Ano Novo

A concentração de amor verdadeiro produz bendita claridade na alma.
A luz é substância divina gerada nas fontes superiores do Espírito Eterno.
Feliz de ti, que compreendeste sem tibieza a necessidade de alijar os próprios caprichos para que a Vontade do Senhor te favorecesse o santuário da consciência.
A mente que atira para fora de si o obscuro e pesado material dos interesses menos dignos prepara-se valorosamente para o celeste sinal da irradiação espontânea.
As preocupações indesejáveis passaram.
Principiaste a renunciar com sinceridade ao “homem velho” e a “criatura nova em Cristo se vai formando em teu coração.
Bendita seja a tua esperança!
Não te esqueças de que o amor dá sempre, principalmente de si mesmo, de suas próprias forças e alegrias.
Por agora, os raios de tua boa-vontade brilharão nas horas culminantes da fé, pelo concentração de poderes espirituais na prece; todavia, à medida que te recolhas ao exercício legítimo do amor cristão, em demonstrações genuínas de entendimento do Evangelho sentido, vivido e aplicado, controlarás tua capacidade irradiante, segundo os ditames da própria alma!
Ama sem paixão, espera sem angústia, trabalha sem expectativa de recompensa, serve a todos sem perguntar, aprende as lições da vida sem revolta, humilha-te sem ruído ante os desígnios superiores, renuncia aos teus próprios desejos, sem lágrimas tempestuosas, e a vontade justa e compassiva do Pai iluminar-te-á constantemente o coração fraterno e o caminho redentor!
Ora, vigia, movimenta-te no esforço digno e sê feliz, meu amigo! A tua luz crescerá com a dilatação de teu devotamento ao Bem Infinito.

Irmão Jacob
(In: Voltei - Francisco Cândido Xavier)

Aos espíritas

Aos espíritas cumpre a grande tarefa de viver o amor.

Aos espíritas está destinada a grande tarefa de exemplificar o amor em atos, não em palavras.

Através da ação por intermédio da vivência, porque o mundo está cansado de ouvir, mas necessitado de estímulo que decorre do exemplo daqueles que vivem o que ensinam.

A união dá-nos o sinal de Jesus, fortalecendo os nossos sentimentos e a unificação dos espíritas.

Sejamos as forças morais e doutrinárias para expansão da mensagem libertadora.

Certamente enfrentareis desafios. Tornai-vos pontes que facilitam o acesso de uma para outra margem, neste mundo no qual existem tantos indivíduos que optam pela postura de obstáculos que dificultam o acesso.

Esquecei as vossas divergências e uni-vos nas concordâncias.

Deixai à margem o ego perturbador e assumi a situação de filhos do calvário que contemplam a cruz pensando na ressurreição gloriosa.

Espíritas, filhos da alma, aqui estão conosco dentre muitos, também confraternizando nesta noite que dá início à unificação decorrente da união de almas, os companheiros Carlos Jordão da Silva e Luiz Monteiro de Barros, que tanto lutaram pela edificação da identidade do Bem pelo serviço de amor.

A união multiplica os valores, a separação desarma as defesas e naturalmente vem a desagregação.

Não postergueis o Evangelho de Jesus, diz-nos o Apóstolo dos gentios.

Avante, dai-vos as mãos, uni-vos no amor com Jesus e com Allan Kardec.

Deixai de lado os melindres, para pensardes na felicidade indizível de glória da Doutrina Espírita e não na exaltação de quem quer que seja.

Espíritas, o tempo urge. Amai. Se não puderdes amar, perdoai; se for difícil perdoar, desculpai; e se encontrardes obstáculos para desculpa, tende compaixão, como nosso Pai tem-na em relação a nós todos, ensejando-nos a bênção da reencarnação para reeducarmo-nos, para recuperarmo-nos, para realizarmos a tarefa que ficou interrompida na retaguarda.

Que o Senhor de bênçãos nos abençoe, meus filhos, são os votos do servidor humílimo e paternal de sempre, Bezerra.

Bezerra de Menezes
(Mensagem transmitida pelo Espírito Bezerra de Menezes através de Divaldo Pereira Franco, no final da conferência realizada no Auditório Bezerra de Menezes, da Federação Espírita do Estado de São Paulo, na noite de 18 de abril de 2004, por ocasião da comemoração dos 140 anos do livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” - 1864/2004)

Ponderação...

Diante do mal quantas vezes!...

Censuramos o próximo...

Desertamos do testemunho da paciência...

Criticamos sem pensar...

Abandonamos companheiros infelizes à própria sorte...

Esquecemos a solidariedade...

Fugimos ao dever de servir...

Abraçamos o azedume...

Queixamo-nos uns dos outros...

Perdemos tempo em lamentações...

Deixamos o campo das próprias obrigações...

Avinagramos o coração...

Desmandamo-nos na conduta...

Agravamos problemas...

Aumentamos o próprios débitos...

Complicamos situações...

Esquecemos a prece...

Desacreditamos a fraternidade...

E, às vezes, olvidamos até mesmo a fé viva em Deus...

Entretanto a fórmula da vitória sobre o mal ainda e sempre é aquela senha de Jesus:

AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI!!...

Bezerra de Menezes
(Do livro “Visão Nova” - Francisco Cândido Xavier)

Questões e Problemas (Era do Progresso Moral)

(...)

Sem dúvida é penoso pensar que o progresso, por vezes, precisa de destruição. Mas é preciso destruir os velhos casebres e substituí-los por casas novas, mais belas e mais cômodas. Aliás, é preciso levar em conta o estado atrasado do globo, onde a Humanidade está apenas no progresso material e intelectual. Quando entrar no progresso moral e espiritual, as necessidades morais suplantarão as necessidades materiais. Os homens serão governados segundo a justiça e não mais terão de reinvidicar seu lugar à força; então a guerra e a destruição não mais terão razão de ser. Até lá, a luta é consequência de sua inferioridade moral.

Vivendo mais material que espiritualmente, o homem só encara as coisas do ponto de vista atual e material; por conseguinte, de um ponto limitado. Até agora, ignorou que o papel capital pertence ao Espírito; viu os efeitos, mas não conheceu as causas, razão por que, durante tanto tempo, extraviou-se nas ciências, nas suas instituições e nas suas religiões. O Espiritismo, ao ensinar-lhe a participação do elemento espiritual em todas as coisas do mundo, amplia o seu horizonte e muda o curso de suas ideias; abre a era do progreso moral.

Allan Kardec
Revista Espírita, Agosto de 1864 - FEB

Aproveite o Ensejo

Não é companheiro dócil que exige a sua compreensão fraternal mais imediata. É aquele que ainda luta por domar a ferocidade da ira, dentro do próprio peito.

Não é o irmão cheio de entendimento evangélico que reclama suas atenções inadiáveis. É aquele que ainda não conseguiu eliminar a víbora da malícia do campo do coração.

Não é o amigo que marcha em paz, na senda do bem, quem solicita seu cuidado insistente. É aquele que se perdeu no cipoal da discórdia e da incompreensão, sem forças para tornar ao caminho reto.

Não é a criatura que respira no trabalho normal que requisita socorro urgente. É aquela que não teve suficiente recurso para vencer as circunstâncias constrangedoras da experiência humana e se precipitou na zona escura do desequilíbrio.

É muito provável que, por enquanto, seja plenamente dispensável a sua cooperação no paraíso. É indiscutível, porém, a realidade de que, no momento, o seu lugar de servir e aprender, ajudar e amar, é na Terra mesmo.

Livro: Agenda Cristã
André Luiz & Francisco Cândido Xavier

Tudo é Amor

Vida - É o Amor existencial.
Razão - É o Amor que pondera.
Estudo - É o Amor que analisa.
Ciência - É o Amor que investiga.
Filosofia - É o Amor que pensa.
Religião - É o Amor que busca Deus.
Verdade - É o Amor que se eterniza.
Ideal - É o Amor que se eleva.
Fé - É o Amor que se transcende.
Esperança - É o Amor que sonha.
Caridade - É o Amor que auxilia.
Fraternidade - É o Amor que se expande.
Sacrifício - É o Amor que se esforça.
Renúncia - É o Amor que se depura.
Simpatia - É o Amor que sorri.
Altruísmo - É o Amor que se engrandece.
Trabalho - É o Amor que constrói.
Indiferença - É o Amor que se esconde.
Desespero - É o Amor que se desgoverna.
Paixão - É o Amor que se desequilibra.
Ciúme - É o Amor que se desvaira.
Egoísmo - É o Amor que se animaliza.
Orgulho - É o Amor que enlouquece.
Sensualismo - É o Amor que se envenena.
Vaidade - É o Amor que se embriaga.

André Luiz & Francisco Cândido Xavier

TOMADAS DE FORÇA

Partindo da certeza de que toda atitude é suscetível de ser imitada, compreendamos que o contágio da violência, em muitos casos, pode ser evitado, se não lhe oferecermos determinados pontos de ligação.

Os pontos a que nos referimos são de caracteres diversos, tais quais sejam:
Gritos inúteis.
Brincadeiras de mau gosto.
Reclamações agressivas.
Idéias de ódio.
Intolerância em casa.
Descortesias na rua.
Gestos de vingança.
Comentários infelizes.
Respostas deprimentes.
Perguntas sem necessidade.
Críticas.
Palavrões.
Ironias.
Azedume.
Cólera.
Impaciência.

Observamos que a energia elétrica, quase sempre, se aplica através de tomadas e convencemo-nos de que a força mental funciona, também, assim.





pelo Espírito Emmanuel - Do livro: Paz, Médium: Francisco Cândido Xavier.

Fazer a Vida mais Feliz

Caminha um pouco ao ar livre.

Tranqüilamente, redescobrirás a natureza que te abençoa a vida.

Espairece, saindo deste turbilhão em que te encontras e deixa a imaginação voar.

Evita os lugares movimentados, para o teu passeio, e aspira o oxigênio balsâmico da floresta, da montanha, do mar...

Refaze conceitos, acalma-te e abençoa a vida na forma como se te apresente.

Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Dá e receberás

- Ajuda ao companheiro mais pobre que tu mesmo e adquirirás em companhia dele a paciência e a humildade para as horas difíceis.

- Ensina a quem sabe menos que tu e a sabedoria ampliar-te-á os méritos culturais pela recapitulação dos valores educativos.

- Reparte o teu pão com os famintos, socorre aos infelizes, veste os andrajosos e sentir-te-ás mais rico, dentro das possibilidades singelas de tua casa.

- Auxilia ao doente e receberás mais segura proteção ao teu próprio equilíbrio orgânico, de vez que aprenderás a preservar os tesouros da saúde.

- A caridade é sempre maior para aquele que dá.

- O bem é constantemente multiplicado nas mãos que o distribuem, elevando-se em direção ao Céu, assim como a fonte que se derrama para benefício de todos, cresce indefinidamente, a caminho do mar.

- Não te esqueças de ajudar, onde possas, quanto possas e como possas, dentro da consciência irrepreensível porque é da Lei Divina que mais recebe aquele que auxilia, enriquecendo a vida de luz, de alegria e de amor, levando a efeito, assim, o próprio enriquecimento.
Emmanuel e Chico Xavier
Do livro: Marcas do Caminho - IDEAL

Enviado por: Brás Marques

GRANDEZA DA ORAÇÃO

Observamos em todos os momentos da alma, seja no repouso ou atividade, o reflexo condicionado (ou ação independente da vontade que se segue, imediatamente, a uma excitação externa) na base das operações da mente, objetivando esse ou aquele gênero de serviço.

Daí resulta o impositivo da vigilância sobre a nossa própria orientação, de vez que somente a conduta reta sustenta o reto pensamento e, de posse do reto pensamento, a oração, qualquer que seja o nosso grau de cultura intelectual, é o mais elevado toque de indução para que nos coloquemos, para logo, em regime de comunhão com as Esferas Superiores.

De essência divina, a prece será sempre o reflexo positivamente sublime do espírito, em qualquer posição, por obrigá-lo a dispender de si mesmo os elementos mais puros de que possa dispor.

No reconhecimento ou na petição, na diligência ou no êxtase, na alegria ou na dor, na tranqüilidade ou na aflição, ei-la exteriorizando a consciência que a formula, efusões indescritíveis, sobre as quais as ondulações do céu corrigem o magnetismo torturado da criatura, insulada no sofrimento educativo da Terra, recompondo-lhe as faculdades profundas.

A mente centralizada na oração pode ser comparada a uma flor estelar, aberta ante o Infinito, absorvendo-lhe o orvalho nutriente de vida e luz.

Aliada à higiene do espírito, a prece representa o comutador das correntes mentais, arrojando-as à sublimação.





pelo Espírito André Luiz - Do livro: Mecanismos da Mediunidade, Médiuns: Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira.

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...
"Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro mandamento; Instruí-vos, eis o segundo."

Vale a pena

Loading...

Se o amor se vai

Loading...