Siga este Blogue e indique aos seus amigos, eles lhe agradecerão...

segunda-feira, 14 de abril de 2008

O aborto e a carta ao Edir Macedo

Esta carta eu enviei para a Rede Record de Televisão, já que não sei qual o endereço dele.

Prezado Edir Macedo:

Tomei conhecimento das suas declarações ao jornal “Folha de São Paulo”, acerca do aborto, e, partindo do princípio de que a sua opinião constitui-se numa “verdade” a ser seguida por alguns milhões de brasileiros, que são os adeptos da sua igreja, tamanha a liderança que você exerce sobre eles, e, diferentemente deles que, talvez não tenham o hábito de questionar os seus líderes, por considerá-los emissários do Pai, já que a sua Igreja Universal repetidamente qualifica todos os seus pastores como Homens de Deus, principalmente o seu bispo maior, permita-me aqui questionar algumas coisas do que você afirmou.
Reproduzamos o que você disse, para a base da argumentação:

"Sou favorável à descriminalização (descriminar=absolver de crime, inocentar, tirar a culpa) do aborto por muitas razões:
Porém, aí vão algumas das mais importantes:

1 - Muitas mulheres têm perdido a vida em clínicas de fundo de quinta. Se o aborto fosse legalizado, elas não correriam risco de morte;

2 - O que é menos doloroso: aborto ou ter crianças vivendo como camundongos nos lixões de nossas cidades, sem infância, sem saúde, sem escola, sem alimentação e sem qualquer perspectiva de um futuro melhor? E o que dizer das (crianças pobres) comissionadas pelos traficantes de drogas?

3 - A quem interessa uma multidão de crianças sem pais, sem amor e sem ninguém?

4 - O que os que são contra o aborto têm feito pelas crianças abandonadas?

5 - Por que a resistência ao planejamento familiar? Acredito, sim, que o aborto diminuiria em muito a violência no Brasil, haja vista não haver uma política séria voltada para a criançada".

Observação: Se por acaso o jornal escreveu coisas que você não disse, me desculpe, mas argumento em cima do que está escrito.
Com todo respeito que você e os seus seguidores merecem, sem qualquer objetivo de debater ponto de vista religioso, já que não vejo o aborto como questão religiosa, questionemos:

1) Quando você diz, Edir, que se o aborto fosse legalizado, mulheres não perderiam a vida em clínicas clandestinas, implica em que queira dizer que a legalização desse cruel assassinato possibilitaria a todas as mulheres brasileiras, que engravidassem e desejassem matar o neném, fazerem o aborto sem risco nenhum em hospitais que sempre existiriam em abundância para atendê-las, a hora que elas aparecessem, com médicos, anestesistas, leitos sempre disponíveis, UTIs, equipamentos e medicamentos, não é?
Tivessem ou não plano de saúde, mas, pelo fato de ser legalizado, todas as intervenções cirúrgicas para abortos seriam atendidas, e muito bem atendidas.
Todo mundo sabe que é muito comum o óbito por parto, mas por aborto jamais aconteceria, só porque o aborto foi legalizado, né?
Será que seria toda essa maravilha mesmo, Edir?
Engraçado, o Brasil inteiro está vendo dezenas de pessoas morrerem no Rio de Janeiro, vítimas da dengue, exatamente por falta de leitos, de médicos, medicamentos, boa vontade no atendimento e tudo. Quer dizer, então, que se fosse para abortar, o quadro seria outro? Teriam inúmeros hospitais com médicos e leitos sempre disponíveis?
Pessoas morrem de diversas doenças, acidentes e motivos inúmeros pela falta de atendimento médico, já que o sistema de saúde brasileiro é uma vergonha, sempre foi assim... de repente, o aborto é legalizado e somente nesta área passa a ter atendimento 5 estrelas, de forma que mulher nenhuma morra mais em clínicas clandestinas?
Eu sei, Edir, que existe muita gente de baixo QI em nosso país, sem a menor disposição para raciocinar, fazer análises e comparações, mas será que todo mundo é idiota, meu irmão?

2) Então, se o aborto fosse legalização, deixaria de existir crianças vivendo como camundongos nos lixões? Passaria a ter escolas e alimentação para todas as crianças brasileiras, só porque o aborto foi legalizado? Todas as crianças passariam a ter garantia de futuros promissores?
Na sua cabeça, Edir, se o aborto fosse legalizado todos os traficantes se sensibilizariam, se transformariam e, em massa, nunca mais procurariam criança nenhuma para ser comissionada pelo tráfico de drogas? Provavelmente os seus pastores e bispos poriam a mão na cabeça deles, gritariam “Sai, Capeta, em nome de Jesus”, pronto, não haveria mais traficante usando crianças para o tráfico.
Na sua cabeça existiria mesmo esse “milagre” de conscientização no comércio da droga? Que nível de inteligência deve ter um brasileiro pra acreditar numa bobagem dessa, Edir?
Se o aborto for legalizado, deixará de existir crianças pobres no Brasil?

3) A quem interessa uma criança sem pais, sem amor e sem ninguém?
Quer dizer então, que com o aborto legalizado todas as crianças brasileiras teriam pais, tratamento carinhoso, proteção de alguém e teriam também amor? Logo neste país, onde existem tantos pais alcoólatras, irresponsáveis, inconseqüentes que invariavelmente baixam a porrada nas esposas e nas crianças, será que todos passariam a ser dóceis, amáveis e sensíveis só porque o aborto foi legalizado?
Significa, então, que os homens irresponsáveis que fazem filhos e deixam abandonados com as mães, se transformariam todos em homens de bem, responsáveis, conscientes e se dedicariam integralmente à criação dos filhos que fizeram, dando educação total para eles, não aparecendo bêbados nas frentes deles, não jogando nicotina de cigarro para eles respirarem e se fazendo presentes a vida inteira ao lado deles? Poderíamos, então, tirar da Lei a prisão por negação de pensão alimentícia, porque isto seria coisa que jamais pai nenhum negaria no Brasil, não é verdade?

4) Você questiona também: O que os que são contra o aborto têm feito pelas crianças abandonadas, não é?
Aí eu lhe pergunto: E os que são a favor do aborto, têm feito o quê?
Edir, pegue o seu jatinho ou os seus helicópteros e disponha-se a dar uma andada de Norte a Sul do Brasil, que muita gente vai lhe mostrar inúmeras instituições de assistência à criança desamparada, até mesmo a crianças mutiladas e possuidoras de hanseníase. Você vai observar que quase todas essas instituições são de iniciativas espíritas, em maioria, e também católicas. Engraçado, Edir, tanto os espíritas quanto os católicos são contra o aborto. E você ainda pergunta o que eles estão fazendo pelas crianças abandonadas?
Falar nisso, meu amigo, já que a sua igreja é milionária, uma vez que Deus proporciona somente à ela e a nenhuma outra rotulação religiosa o milagre da abundância econômica, em condições de poder sempre comprar diversas concessões de emissoras de televisões e rádios por milhões de dólares, sem limites; já que é um homem tão preocupado com o amor às crianças, seria possível dizer para o Brasil quais são as obras assistenciais criadas por você e pela IURD?
Logicamente, com todo esse amor pela criança, a sua igreja que incomparavelmente tem muito mais dinheiro que o movimento espírita e até mesmo que a igreja católica atual, poderia, sem sombra de dúvidas, ter dezenas de vezes mais instituições assistenciais à criançada no Brasil que espíritas e católicos juntos não teriam. Diante de tanto amor que você fala pela criançada, imagino que em cada grande cidade você deve ter um suntuoso prédio para atendimento à criança, com a mesma beleza e luxo dos seus grandiosos templos construídos nas mesmas cidades.

5) E você questiona: “Por que a resistência ao planejamento familiar?”.
Quem é que resiste ao planejamento familiar, Edir? Quem foi que disse que os contrários ao aborto são contra o planejamento familiar? O que tem uma coisa a ver com a outra?
A indispensável responsabilidade do planejamento familiar é uma coisa, já que, de fato, não é sensato que casais coloquem crianças no mundo sem qualquer condição de criar, mas assassinar as crianças indefesas no ventre materno é outra coisa totalmente diferente.
“Acredito, sim, que o aborto diminuiria em muito a violência no Brasil, haja vista não haver uma política séria voltada para a criançada”.
Uai, Edir, e existe algum instrumento para medir o nível espiritual de quem está no ventre materno, pra saber se ao nascer terá ou não instinto violento para ser, no futuro, um bandido, um traficante, ou assassino? Qual a consistência lógica que alguém pode ter para afirmar que todas as crianças assassinadas por aborto necessariamente seriam bandidas no futuro?
Não é possível que você não saiba que os maiores crimes e as maiores violências praticadas no Brasil são praticadas por responsabilidade de pessoas engravatadas, inclusive muitas delas que já passaram ou ainda estão no congresso nacional, no sistema bancário, nas operadoras de cartões de crédito, etc...
Por acaso, Edir, os bilhões roubados da Previdência, por exemplo, foram roubados por pessoas de origem em famílias pobres que, se fossem abortadas, não teriam os rombos?

Mas, consta, que você afirmou isto também

"A criança não vem pela vontade de Deus. A criança gerada de um estupro seria de Deus? Não do meu Deus! Ela simplesmente é gerada pela relação sexual e nada mais além disso. Deus deu a vida ao primeiro homem e à primeira mulher. Os demais foram gerados por estes. O que a Bíblia ensina é que "se alguém gerar cem filhos e viver muitos anos, até avançada idade, e se a sua alma não se fartar do bem, e além disso não tiver sepultura, digo que um aborto é mais feliz do que ele" (Eclesiastes 6:3). Não acredito que algo, ainda informe, seja uma vida."

Éh, Edir Macedo, um amigo meu, que também contestou essas suas colocações, lembra Shakespeare que diz o seguinte: “A Bíblia pode ser utilizada para defender ou atacar qualquer coisa, por mais estúpida e irracional que tal coisa possa parecer”.
Que coisa mais doida é essa, Edir?
Como é que você vai querer convencer pessoas racionais de que essa “sua” Bíblia é mesmo a palavra de Deus, diante de uma afirmativa dessa? Existe o Deus que criou os homens e o Deus que os homens criaram. Qual será esse seu Deus?
Quer dizer então que se um pai assassinar o seu filho desobediente, é válido, está tudo bem e não há crime nenhum porque a Bíblia diz que deve assassinar?
Vejamos o respaldo bíblico, então, pra não dizerem que estou inventando:

Deuteronômio 20:18-21 – “Quando alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedecer à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e, castigando-o eles, lhes não der ouvidos, então seu pai e sua mãe pegarão nele e o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar; e dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz; é um comilão e um beberrão. Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; e tirarás o mal do meio de ti, e todo o Israel ouvirá e temerá."

É a mesma Bíblia que ensina isto, Edir!!! Em nome de Jesus, devemos mesmo assassinar os nossos filhos quando em desobediência?
Como sugere o meu amigo, que tal usar Jacó para legitimar o engodo, a tramóia e a deslealdade ao irmão, inclusive o roubo de gado? Que tal usar Ló para defender o incesto?
Repense essa questão, Edir, porque as conseqüências dessa legalização serão altamente danosas para o Brasil, você nem queira imaginar. Pare de achar que a luta contra o aborto se resume a uma causa da Igreja Católica, sua maior concorrente, porque não é. Trata-se de uma questão de VIDA. Não posso acreditar que você, com a importância que passou a ter no Brasil pelo fato de ser o dono de um mega império de comunicações, não saiba o que seja micro e nano para afirmar que num ventre materno grávido não exista vida, só porque a barriga da mulher ainda não é vista crescida.
Aproveite essa oportunidade que esse seu Deus tão excessivamente generoso lhe deu e use o potente império de comunicação que você tem, e também a sua igreja, para promover ações de VIDA, de AMOR e COERÊNCIA pelo Brasil. Bote pra quebrar e bole algo bem relevante a favor da moral autêntica, que é a moral do Cristo, pra ninguém botar defeito neste país, com relevantes reconhecimentos internacionais.
Embora eu saiba que ninguém vai conseguir agradar a todos, porque nem Jesus conseguiu, posso lhe garantir que todos os cidadãos verdadeiramente dignos, inteligentes e honestos com os seus princípios, independentemente de rotulação religiosa, irão aplaudi-lo e reconhecê-lo como um autêntico seguidor de Jesus e não como mais um cidadão brasileiro que pretende fazer legal no País este que é um dos mais hediondos crimes que se pode praticar, pelo fato de ser um assassinato frio, covarde e cruel contra uma minúscula criança indefesa que não pode nem gritar por piedade e pedir socorro.
Agradeço pela sua atenção e peço-lhe que me passe o número do celular desse seu Deus, que estou a fim de bater um papinho com ele. Não é para concordar com o assassinato das crianças não, é para pedir uma ajudazinha pra eu conseguir voltar com o meu canalzinho via satélite de televisão... não, não precisa ser uma rede inteira de tv e nem concessões de canais, já que ele gosta de dar em abundância. Eu sei que são caras demais, só quero mesmo o canalzinho, que é barato, para transmitir por um satélite só, em digital.

Abração, Edir

Alamar Régis Carvalho

Sem comentários:

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...
"Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro mandamento; Instruí-vos, eis o segundo."

Vale a pena

Loading...

Se o amor se vai

Loading...