Siga este Blogue e indique aos seus amigos, eles lhe agradecerão...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

UMA ABORDAGEM SOBRE SEXO

Autor: Adésio Alves Machado


O sexo, indubitavelmente, exerce uma profunda influência na vida física, emocional e espiritual das criaturas. Devido ao atraso em que os habitantes deste mundo se encontram, a maioria não entende o que seja a sexualidade, muito menos o seu uso.


Ela nada mais é do que uma energia existente nas estruturas mais sutis e complexas do ser, exigindo dele compreensão sobre a sua existência e utilidade para que, assim, seja bem fruída na sua integralidade.

O sexo é, no dizer dos Benfeitores Espirituais, um santuário da procriação e instrumento de renovação pelo fato de permitir que, por seu intermédio, haja entre os que se unem uma permuta de estímulos hormonais altamente gratificante para os envolvidos sexualmente.



Os abusos, os excessos existentes na área do sexo, são fruto da desorientação do homem, ainda animalizado, atendendo mais ao instinto do que ao amor, este que se utiliza da sexualidade para expressar-se na vida do homem e da mulher, a ambos propiciando troca de energias psíquicas que alimentam e compensam as necessidades energéticas dos Espíritos.


O Espiritismo somente admite o uso do sexo digno, isto é, sob o pálio do amor, nunca como uma iniciativa única da libido, da satisfação do apetite carnal. Sexo assim praticado embrutece e não sacia a fome de amor existente em toda criatura. É o desrespeito nessa área que ocasiona todo tipo de violência, todo constrangimento que só faz infelicitar o ser.


De um passado altamente castrador, condenado como pecado, o sexo saiu para o outro extremo de forma avassaladora, como se desejasse recuperar todo o tempo perdido e que foi vivido sob as pressões da ignorância, do preconceito, da irracionalidade... Hoje se confunde liberdade com licenciosidade e o desconserto atingiu as raias da desordem. O despudor corroeu os sentimentos que enobrecem a vida.


Aí estão as cenas de desarranjo mental, emocional e fisiológico buscando assumir cidadania, normalidade nas suas paisagens de dor e desaire. Normalidade e anormalidades sexuais exteriorizam-se no mundo das formas físicas, mas é nas sutis engrenagens da psique que têm as suas nascentes e funções.


Em todo os sentidos e momentos a problemática sexual merece respeito e dignificação, carinho e caridade, uma vez que o sexo é concedido pela Divindade para sublime misteres. Sua utilização desconsiderada conduz à desordem e ao tormento, cujas conseqüências são imprevisíveis.



As criaturas não sabem ou têm muito pouco conhecimento de que a vida não se encerra no túmulo, mas que continua esfuziante além dele, cobrando atitudes corretas dos que infringiram a Lei de Amor. O problema do sexo é do Espírito e por ele virá a solução.

Assim sendo, podemos compreender o conceito de Joanna de Angelis de que "o sexo é para a vida e não a vida para o sexo".


Reformador, maio 2002 . FEB

Sem comentários:

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...
"Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro mandamento; Instruí-vos, eis o segundo."

Vale a pena

Loading...

Se o amor se vai

Loading...