Siga este Blogue e indique aos seus amigos, eles lhe agradecerão...

terça-feira, 25 de agosto de 2009

QUERO SER UM TELEVISOR...


A professora Ana Maria pediu aos alunos que fizessem uma redacção e nessa redacção o que eles gostariam que Deus fizesse por eles. À noite,
corrigindo as redações, ela se depara com uma que a deixa muito
emocionada. O marido, nesse momento, acaba de entrar, a vê chorando e diz:
"O que aconteceu?"
Ela respondeu: "Leia". Era a redacção de um menino.
"Senhor, esta noite eu te peço algo especial: me transforme em um televisor.
Quero ocupar o seu lugar. Viver como vive a TV de minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir minha família ao redor... Ser levado a sério quando falo...
Quero ser o centro das atenções e ser escutado sem interrupções nem questionamentos.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não
funciona. E ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo que esteja cansado.
E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de ignorar-me.
E ainda que meus irmãos "briguem" para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.
E, por fim, que eu possa divertir a todos. Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"
Naquele momento, o marido de Ana Maria disse:
"Meu Deus, coitado desse menino!
Nossa, que coisa esses pais".
E ela olha: "Essa redacção é do nosso filho".
Desconheço a autoria.
Paremos um pouco meditando nesse texto e pensemos se um dia não fomos também como esse menino, se um dia não quisemos também o centro das atenções e se hoje ainda não queremos ser também o centro das atenções.
Quantas vezes não sentimos a necessidade de sermos ouvidos, de que nos prestem a devida atenção. Mas na realidade para sermos escutados, necessitamos aprender a escutar, necessitamos de parar, fazer silêncio e ouvir-mos o que nos rodeia, ainda que seja no mais repleto silêncio, necessitamos aprender a ouvir não só as palavras, mas fundamentalmente as atitudes, os gestos e a forma de agir de todos quantos nos rodeiam.
Mais importante do que nos fazermos ouvir, aprendamos a ouvir e com toda a certeza seremos escutados, não pelas nossas palavras, mas pelos nossos gestos e atitudes.
Quando aprendermos a ouvir no silêncio que nos rodeia, com certeza conseguiremos encontrar Deus e a nós próprios.
E você o que acha? Já se escutou hoje em seu silêncio, experimente e com certeza se admirará com o que conseguirá ouvir.
Pedro Gonçalves

2 comentários:

Valerie disse...

Que linda essa mensagem!
Será que também não andamos deixando prá amanhã, o amor que podíamos dar hoje?
Dá no que pensar..parabéns pelo post.
Um abraço carinhoso;

Anónimo disse...

Infelizmente, sempre estamos adiando não só o amor, mas também a caridade, a humildade, a fraternidade, o perdão e pequenos gestos simples que podem fazer a felicidade de quem nos rodeia e a nossa própria felicidade verdadeira e não esta passageira pela qual tantas vezes nos deixamos ludibriar, descorando o que verdadeiramente é importante.
abraço

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...

A Natureza é assim... Deus nos ensina se soubermos estar atentos...
"Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro mandamento; Instruí-vos, eis o segundo."

Vale a pena

Loading...

Se o amor se vai

Loading...